terça-feira, 31 de janeiro de 2017

112 - DREAM CATCHER – CAÇADOR DE SONHOS

Caçadores de sonhos são místicos e amuletos simbólicos para quem acredita, como eu, que objectos podem influenciar as nossas sensações e espaços. Não são amuletos só porque algum escrito assim o diz mas sim porque se podem criar relações de simpatia por nos lembrar algo ou para não nos fazer esquecer outras.

Simples, em macramé. estilo nativo, art&crafts, pintados, desenhados, circulares, triangulares, quadrangulares e outros, acho-os a todos adoráveis e acredito que nos trazem boas vibrações enquanto durmo bem como enquanto estou acordada.

Adequam-se ao exterior tanto como ao interior, a quartos, salas, entradas, alpendres, pátios, etc alegram e animam qualquer sítio independentemente de onde for.


Apenas têm que encontrar um que se adeqúe ao vosso gosto. Tenho a certeza que não vai ser difícil, encontram-os em lojas de artesanatos, feiras, e por aí  mas melhor... podem fazer o vosso próprio  ... 

Vão atrás do vosso sonhos ... essa é a grande questão.


















; )


quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

111 - No decoration - Sem decoração

Quando a arquitectura serve a função e resulta em algo belo podemos simplesmente ficar por aí.

Sem qualquer decoração destaca-se a forma, os materiais e os vãos, a arte de experienciar um espaço que convida a ficar, que transmite boas vibrações e por onde se flui de uma forma serena e prazerosa é algo indiscritível e que julgo apenas ao alcance de arquitectos apaixonados por arquitectura.

Sei que o sou sempre que entro num espaço e tiro prazer da sua forma, geometria e jogo de vãos. A sensação que tenho ao entrar numa casa de autor é algo vibrante e excitante. Ao chegar à fachada tenho 95% de certeza se vou visitar uma casa de engenheiro, de empreiteiro, de arquitecto em processo de sobrevivência ou um projecto de autor não condicionado a valores, as diferenças são notórias, mas a verdade é que provavelmente apenas 5% da população aprecia habitar em casas contemporâneas que fogem a casinha convencional.

Como arquitecta avaliadora de imóveis aprecio obviamente visitar imóveis de um nível de concepção acima do corrente. O que infelizmente acontece pouco. Há muitas pessoas que inclusivamente “assassinam” as suas moradias com ampliações pavorosas, que descaracterizam as casas e que inclusivamente por vezes desvalorizam as mesmas.


Apreciem estas cozinhas, onde, por ser um espaço da casa com equipamento fixo e excepcionalmente concebidas dispensam algo mais do que o essencial.











UAUUUU!!

; )



terça-feira, 24 de janeiro de 2017

110 - DAS OBRAS PARA CASA - From the works to the house


Se tivesse tido uma casa só minha enquanto solteira, haveria algo deste género, reminiscências de obras. 

Enquanto adolescente lembro-me que uma vez um amigo, ao ver o meu fascínio por um boneco amarelo a simbolizar umas obras o “requereu por tempo indefinido” e mo presenteou. Adorei e serviu durante algum tempo de suporte do meu tubo para folhas de grandes formatos. Não passava despercebido com um 1m por 70cm, eu tive-o no meu quarto durante bastante tempo. Porquê? Porque era diferente, tinha uma cor muito gira, amarelo amarelo e tinha um efeito positivo em mim quando olhava para ele. 

Difícil foi explicar a origem daquilo á minha mãe, enfim, eramos miúdos, não me lembro a desculpa que dei, mas ainda lembro-me da cara de espanto desta ao ver aquele novo objecto no meu quarto.


Adoro que se recuper e dê nova vida a sobras de obras. Torná-los ojectos únicos e distintos, cheios de caracter e muito descontraídos. A faixa etária a que se destinam é algo entre os 15 e os 45, sendo que resultam lindamente em quartos ou espaços para adolescentes e principalmente nas tão apreciadas “man cave”.








; )





domingo, 22 de janeiro de 2017

109 - ESPAÇOS DE MEDITAÇÃO - MEDITATION ROOMS

As ideias são simples, pois na verdade, para meditar não precisamos de muito. O mais importante é ter o tempo e disposição.

Com essa condição verificada, o sítio, quer interior, quer exterior, deve preferencialmente receber luz natural, ser silencioso (sem ruídos urbanos) e onde nos possamos descontrair, numa almofada, cadeira ou uma chaise long, conforme preferirem. Por fim para acentuar a introspecção, talvez queiram ter uma música ZEN de fundo, umas velas aromáticas e/ou incenso para acentuar a conexão com nosso interior, conforme se pretende.

Sente-se, encontre uma posição confortável, feche os olhos, e inicie o exercício com uma respiração profunda e acentuada:

Inspirando … o pulmão enche de ar puro e a zona abdominal expande …
Expirando … o pulmão expele o ar saturado e a zona abdominal baixa …

Inspirando … entra energia positiva, revigorante …
Expirando … libertamos stress, e descontraí cada vez mais …

Inspirando …
Expirando …

A cada inspiração, entra mais oxigénio para o nosso sangue e inicia-se assim um processo natural de relaxamento dos músculos, que calmamente começam a descontrair cada vez mais a cada respiração.
Quem pratica Ioga já fez esta introdução, no Ioga a respiração profunda surge como introdução e finalização.














Quem quer meditar e voltar-se para o interior, tomar consciência da verdadeira essência do seu EU deve através da mente seguir neste exercício que descrevo na página deste blog: http://zeninglife.blogspot.pt/p/meditacao-auto-hipnose-encontrocom-o-eu.html   

O mesmo tem por base a auto-hipnose, pelo método de  Milton Erickson. Psiquiatra conceituado que usava a hipnose de relaxamento no tratamento com os seus pacientes. Desenvolveu um estilo único, que o próprio usava consigo próprio devido a dores crónicas e rigidez física consequência da poliomielite que contraiu muito jovem. Passar a estado de transe e usarem o subsconsciente para o desenvolvimento das respostas sobre as questões que ali os levavam e inquietavam resultava num tratamento muito eficaz e mais rápido do que outras terapias.

A meditação/hipnose é um processo de auto-cura , que acontece com a consciencialização, que se dá com reexperiênciação e identificação da origem do problema, que até esse momento está bloqueado na nossa mente e nos coloca em estados emocionais alterados de alerta (pânico), por associações, com mais ou menos frequência consoante o trauma ou fobia de cada pessoa.

Assim, se não nos sentimos bem connosco é fundamental identificarmos o problema. A hipnose resolve depressões, fobias, traumas …. O primeiro passo é descobrir a origem.

Pode começar hoje, se assim o desejar, visite a página Auto-hipnose/Meditação no  link:

Encontra lá um guião meu que pode usar ou se preferirem existem também uns maravilhosos de Brian Weiss em português e em Inglês no you tube, basta colocarem o seu nome e encontram.

O importante é que meditem … e se encontrem.

Independentemente do método que escolherem. Meditar é uma terapia, uma terapia, como muitas outras, mas acessível a todos. Permite ainda uma abertura de mente e ajuda na procura pelo significado da vida.



Espiritualmente somos todos mais ricos do que achamos, muitas vezes andamos é uma vida inteira distraídos, focados no que não alimenta a nossa alma, mas sim a enfraquece.


“O essencial da vida é invisível aos olhos …”

link música tibetana para relaxar:

; )

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

108 - SUAVE VELUDO - Soft velvet

Estamos a meio do inverno e eu diria que o veludo é o material que queremos nos nossos sofás. Queremos a sua suavidade, conforto e serenidade. São belíssimos e nos tons que se seguem eu direi mesmo irresistivelmente modernos e alegres















; )